Bem-Vindo ao Portal da FAI
Com o objetivo de defender os direitos e interesses da comunidade universitária.
Central do Aluno



Nova Central do Docente



Central do Docente




NOTÍCIAS
Imprimir
Arquivos
Home

Alunos de Fisioterapia orientam sobre modelo e peso ideais de mochilas escolares
Intuito da palestra é prevenir problemas de coluna e dores nas costas em crianças e adolescentes
Sexta-Feira, 25 de Abril de 2014
por Daniel Torres de Albuquerque - Colaborou: Pediatria em Foco
Alunos de Fisioterapia orientam sobre modelo e peso ideais de mochilas escolares a estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental do Colégio Madre Clélia Merloni
foto de Arquivo pessoal

Com o intuito de prevenir problemas de coluna e dores nas costas em crianças e adolescentes, um grupo de alunos do curso de Fisioterapia das Faculdades Adamantinenses Integradas (FAI) ministrou uma palestra sobre orientações posturais e a maneira correta de carregara mochila escolar a alunos do 6º ano do Ensino Fundamental do Colégio Madre Clélia Merloni, em Adamantina.

As dicas e orientações foram repassadas às crianças e adolescentes na manhã do último dia 25 de março como parte de uma atividade do estágio de Fisioterapia Preventiva, desenvolvida desde o ano passado, e contou com a participação dos universitários Mikael Felipe de Souza Manrique, Janaína Gazola da Silva, Letícia Ferreira de Magalhães, Maria Caroline Barbosa da Silva e Simone Moya Suzuki sob supervisão da Profª. Ms. Maristela Bordinhon.

“Os alunos desenvolvem palestras de como deve ser o modelo e o peso ideais de mochila escolar para crianças e adolescentes a fim de evitar dores musculares e problemas de coluna como a escoliose, por exemplo, e ensinar a maneira correta de se sentar tanto em sala de aula como em casa ao assistir TV ou quando se está à frente do computador”, explicou Maristela.

Além da palestra, durante essa atividade também são identificados o modelo e o peso das mochilas de cada estudante e, aos alunos cujos materiais são assinalados como de modelo ou peso inadequados, são repassadas orientações e enviado um comunicado aos pais.

“Nossa preocupação é maior com crianças e adolescentes a partir de nove anos porque é nessa idade do chamado estirão do crescimento que começam a surgir os problemas ósseos e musculares”, destacou a professora.

Dicas úteis

O Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), órgão ligado ao Ministério da Saúde, alerta que crianças que carregam mochilas muito pesadas correm o risco de sentir dores nas costas, desenvolver postura incorreta e apresentar desvios na coluna vertebral.

Segundo o chefe do setor de Coluna do Into, Luiz Cláudio Schettino, o peso exagerado das mochilas escolares gera uma sobrecarga mecânica no corpo dos estudantes. “O material muito pesado leva a criança a fazer um esforço além do que ela poderia suportar, o que pode trazer transtornos como estresse muscular e dores”, adverte.

O ideal seria que as crianças levassem mochilas com rodinhas, para evitar problemas de coluna. “Porém, as crianças maiores resistem ao conselho em razão da moda. Elas temem ‘pagar mico’ diante dos colegas”, diz Luiz Cláudio Schettino. Caso os alunos resistam às rodinhas, o peso das mochilas não deve ultrapassar o limite de 10% do peso da criança, ou seja, uma pessoa que pese 30 quilos não pode carregar uma mochila com mais de três quilos de material escolar.

Outra recomendação do Into é que as mochilas sejam carregadas com as alças nos dois ombros, nunca só em um deles, para que a carga fique distribuída na região central mediana do corpo. Os estudantes que optam pelas bolsas do tipo “carteiro” são aconselhados a alternar os lados em que conduzem o material.

Leia a íntegra da matéria do site Pediatria em Foco aqui.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Rua Nove de Julho, 730 - Centro - CEP 17800-000 Adamantina SP - (018) 3502-7010

Portal UNIFAI - Centro Universitário de Adamantina :: Política de Privacidade - © Copyright - Todos os direitos reservados